Pular para o conteúdo principal

Sobre a vontade de destruir algo bonito



"Queria destruir algo bonito hoje"

É uma frase do filme Clube da Luta que achei, por muito tempo, bacana. Porque nesse mundo de aparências, pensava, é fácil entender essa vontade.

Mas, quando parei para pensar melhor no assunto, percebi que muito do que eu entendia como "apenas aparências", para muita gente é o resultado de um esforço imenso, de dias malhando sob um regime disciplinar repleto de privações (de alimentos, bebidas e festas).

Conclui que não deveria ser assim, não devia sentir essa vontade de destruir o que é belo. O sentimento e a vontade de destruir ainda me são compreensíveis, pois as injustiças no mundo ainda me indignam, mas são pensamentos a serem evitados, resguardando-nos do risco de engano e/ou arrependimento.

As pessoas bonitas esforçam-se tanto para alcançar seus objetivos quanto os que trabalham o intelecto. São apenas academias, estudos e objetivos diferentes. Acredito que as atitudes, obras e almas bonitas são tão raras e injustiçadas que, hoje vejo com clareza, é necessário preservá-las!

Essa frase não é famosa, nem de filme, mas minha humilde colaboração para buscar substituir a que usei no início desse texto:

"Quero construir algo bonito hoje"

#FightClub #2020ALeiDoSilêncio #Destruir #Beleza #Vida #Reflexão #Maturidade

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Muro da Gentileza e o desamor

Li uma notícia interessante esses dias, falava sobre o Muro da Gentileza. 




A partir daí comecei a pensar no significado da palavra. Segundo o dicionário, “gentileza é qualidade ou caráter de gentil; ação nobre, distinta ou amável; substantivo feminino”. Com isto me lembrei da música com o título “Não existe amor em SP”, do artista Criolo, pensei em nossa sociedade e seu filho, a política, com tudo que está acontecendo e a enxurrada aterradora das práticas nada republicanas de nossos representantes, via de regra eleitos pelo voto popular.  Gentileza, você faz falta Sem ela existe o vácuo, o desamor, rançoso, vencido, invejoso das boas práticas. Gentileza, você faz falta, nas lides diárias, com a correria do dia a dia, caras feias, impaciência, é o prato do dia, aprendemos rápido que a gentileza varrida para baixo do tapete não nos envergonha, mas a verdade é que deveria. Erguer um muro da Gentileza, logo pensei, caramba que ato simples, mas cheio de simbolismos, como um espasmo muscul…

Jornal O Aguapé

Aguapé: planta aquática flutuante. Possui grande capacidade de tolerância e absorção de poluentes como, por exemplo, águas contaminadas por esgoto e rejeitos industriais, incluindo metais pesados. Atualmente estuda-se sua utilização na despoluição de lagos e rios com águas poluídas.
Iniciado por um grupo de amigos das cidades de Aquidauana e Anastácio, o jornal O Aguapé tem a intenção primeira de informar os cidadãos aquidauanenses e anastacianos sobre assuntos relevantes envolvendo nossas cidades, nosso estado e o país. Assim como um conjunto de aguapés filtra a água e embeleza um local, os objetivos principais desse jornal são filtrar as informações, deixando passar o que for bom (sobre cultura, educação e ciências) e valorizar o (mercado) local.

Esperamos, desse modo, sermos catalizadores do que há de bom entre nós e, desse modo, causarmos um impacto positivo na paisagem atual de nossas queridas cidades.

Ponte sobre o Corrego Jacarezinho

Vai ser consertada pela Prefeitura de Anastácio. Essa ponte da acesso a região da Colônia Jacarezinho no município de Anastácio, é de suma necessidade para a melhoria no transporte da região.