Pular para o conteúdo principal

Muro da Gentileza e o desamor

Li uma notícia interessante esses dias, falava sobre o Muro da Gentileza. 




A partir daí comecei a pensar no significado da palavra. Segundo o dicionário, “gentileza é qualidade ou caráter de gentil; ação nobre, distinta ou amável; substantivo feminino”. Com isto me lembrei da música com o título “Não existe amor em SP”, do artista Criolo, pensei em nossa sociedade e seu filho, a política, com tudo que está acontecendo e a enxurrada aterradora das práticas nada republicanas de nossos representantes, via de regra eleitos pelo voto popular. 
Gentileza, você faz falta
Sem ela existe o vácuo, o desamor, rançoso, vencido, invejoso das boas práticas. Gentileza, você faz falta, nas lides diárias, com a correria do dia a dia, caras feias, impaciência, é o prato do dia, aprendemos rápido que a gentileza varrida para baixo do tapete não nos envergonha, mas a verdade é que deveria. Erguer um muro da Gentileza, logo pensei, caramba que ato simples, mas cheio de simbolismos, como um espasmo muscular, uma flor que brota no asfalto duro, impávido, improvável, uma reação, que diz “olhe para o outro veja nele um pouco de você”.




O “EU” dos nossos tempos ficou maiúsculo de vontades individuais, mas a gentileza, essa mesma, substantivo feminino, é plural, é maior no sentido pleno, é transcendente, a gentileza rega o campo onde o amor floresce, pode existir amor na margem esquerda e direita do rio Aquidauana. Gentileza, seja bem-vinda! Nós precisamos de você.

Tiago Vedovato

Comentários

  1. Muito bom Tiago. Parabéns pelo texto. Gentileza, você anda fazendo falta em meio a tantos atos de desrespeito ao outro, de preconceitos, de individualismo, enfim, estamos mesmo precisando de você.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Jornal O Aguapé

Aguapé: planta aquática flutuante. Possui grande capacidade de tolerância e absorção de poluentes como, por exemplo, águas contaminadas por esgoto e rejeitos industriais, incluindo metais pesados. Atualmente estuda-se sua utilização na despoluição de lagos e rios com águas poluídas.
Iniciado por um grupo de amigos das cidades de Aquidauana e Anastácio, o jornal O Aguapé tem a intenção primeira de informar os cidadãos aquidauanenses e anastacianos sobre assuntos relevantes envolvendo nossas cidades, nosso estado e o país. Assim como um conjunto de aguapés filtra a água e embeleza um local, os objetivos principais desse jornal são filtrar as informações, deixando passar o que for bom (sobre cultura, educação e ciências) e valorizar o (mercado) local.

Esperamos, desse modo, sermos catalizadores do que há de bom entre nós e, desse modo, causarmos um impacto positivo na paisagem atual de nossas queridas cidades.

Ponte sobre o Corrego Jacarezinho

Vai ser consertada pela Prefeitura de Anastácio. Essa ponte da acesso a região da Colônia Jacarezinho no município de Anastácio, é de suma necessidade para a melhoria no transporte da região.